Tratamentos preventivos de maloclusão Dentária

By 27 de agosto de 2015 Dicas de Saúde

A Ortopedia Funcional dos Maxilares é uma especialidade reconhecida pelo Conselho Federal de Odontologia, sendo utilizada pelos Dentistas desde o início do século XX, principalmente na Europa. Seus aspectos filosóficos e princípios permitem que tenha grande aplicação no tratamento de maloclusões (problemas de mordida dentária incorreta), deformidades Faciais (maxilares e face deformados) e Dores Orofaciais (dores de cabeça, face, pescoço e boca), muito comuns em nossos dias. Para isso utiliza-se do conhecimento do correto funcionamento das estruturas envolvidas na mastigação, deglutição, respiração e postura corporal e da cabeça, que interferem no correto crescimento e desenvolvimento da boca, oclusão dentária e face.
Sua principal característica é ser altamente preventiva, atendendo desde bebês, crianças com dentição de leite na faixa de 3-4 anos e de dentição mista (inicio das trocas dentárias), além de adolescentes. Basicamente utiliza-se dos AOFS (aparelhos ortopédicos funcionais), que são removíveis e soltos na boca, facilitando a alimentação e higiene oral das crianças. O tratamento é indolor e não necessita da presença de dentes permanentes eruptados. Os resultados são a nível dentário, esquelético (arcadas dentárias) e neuromuscular, auxiliando o correto crescimento e desenvolvimento da face da criança. Visa principalmente evitar tratamentos ortodônticos mais severos, perca de dentes permanentes e cirurgias ortognáticas.
A vantagem desses tratamentos precoces é que geralmente até os 6 anos de idade boa parte dos defeitos bucais já estão instalados. Trata-los antes disso, torna-se geralmente mais fácil, rápido e eficiente em termos de resultados. Na idade de crescimento pré-puberal também tem grande ação, sendo um bom período para os ajustes necessários para harmonizar a oclusão.
Outro aspecto no qual a Ortopedia Funcional e os Aparelhos Ortopédicos pode ser uma excelente opção é o tratamento da Respiração Bucal. Já é sabido pelos profissionais das áreas de Saúde e Educação, as sérias consequências a que pode estar sujeito a criança respiradora bucal: deformações de boca e face; dificuldade de atenção, concentração e aprendizado; perda da qualidade do sono; alterações de crescimento e desenvolvimento físico e emocional entre outros. É possível então que a criança faça uso dos aparelhos ortopédicos com a finalidade de estimular o vedamento labial. Desta forma posiciona a cabeça, boca, dentes e língua corretamente, direcionando o crescimento no sentido adequado.

Dr. Marcos Cesar Marcantonio
Especialista em Ortopedia Funcional dos Maxilares
Especialista em Odontopediatria